Pular para o conteúdo principal

Postagens

MUDANÇA DE CASA

Depois de um feedback por aqui e na página do Dementia¹³ no facebook, resolvi tomar mesmo a decisão de fechar as portas por aqui e me mudar para a nova casa.

Repito o que disse no post anterior para deixar claro a minha decisão: sim, eu me lembro que já fiz isso em 2010, achei o Wordpress uma droga e voltei pra cá em poucos meses. O problema é que o blogger mudou em 2012 e hoje me desanima encarar a interface de edição, de templates, de layout, fora outros detalhes. Enquanto isso, de 2010 pra cá, o Wordpress melhorou bastante.

Estarão aqui arquivados os cinco anos de blog. O novo endereço será a extensão, a continuação do trabalho. De vez em quando eu atualizo e republico alguns textos por lá. Anuncio também que inicio o Especial JOHN McTIERNAN, comentando todos os filmes do homem.

A partir de hoje o blog será atualizado aqui:

http://demmentia.wordpress.com/
So long, blogger! Fuck you!
Postagens recentes

Dilema...

Estou pensando seriamente em mudar o endereço do blog para o wordpress. Sim, eu me lembro que já fiz isso há três anos, em 2010. Naquela época, descobri que o wordpress era uma bosta e resolvi voltar para o blogger em poucos meses. Mas em 2012, o blogger passou por umas mudanças que estão me irritando profundamente e, por outro lado, vejam só, o wordpress melhorou bastante. Portanto, pergunto: seria algum problema para vocês se o Dementia13 mudasse de endereço?

CLASH OF THE TITANS

ESCAPE PLAN (2013)

Já estamos em novembro e analisando o panorama do cinema de ação em 2013, se por um lado não tivemos uma safra vasta de bons exemplares (o que já é habitual nos últimos anos), por outro tivemos a oportunidade de notar algumas peculiaridades: Arnold Schwarzenegger retornou como protagonista de seu próprio veículo de ação em THE LAST STAND, que marcou também uma ótima estreia do coreano Jee-Woon Kim em Hollywood; já Sylvester Stallone não apenas estrelou o melhor filme de ação do ano até o momento, BULLET IN THE HEAD, como também proporcionou o retorno de Walter Hill à cadeira de diretor depois de dez anos sem lançar nada para cinema. Por essas duas obras já teríamos motivos suficientes para comemorar. No entanto, não satisfeitos, Sly e Arnie ainda tiveram forças para se juntar e lançar ESCAPE PLAN, que já merece destaque só pela ideia de colocar lado a lado esses dois ícones do cinema de ação. O bom é que o filme vai além disso.


ESCAPE PLAN não é exatamente um retorno ao tipo de filme …

ESPECIAL HALLOWEEN 2013 #05: SHOCK-O-RAMA (2005)

Mais uma antologia de horror para finalizar o Especial de Halloween de 2013, que foi bem fraquinho pela minha falta de tempo, mas melhor do que nada. SHOCK-O-RAMA foi realizado por Brett Piper, diretor que tem o costume de trabalhar com orçamentos minúsculos, utilizando efeitos especiais práticos, como stop-motion, e muita mulher pelada desfilando na tela. Então, só pode resultar em coisa boa! Vamos por partes.


A trama principal gira em torno de Rebeca Raven (a vestal Misty Mundae), uma musa de produções baratas de horror cansada de participar de filmes meia boca que só querem explorar seus peitos de fora. Deixando seu produtor na mão, Raven decide dar um tempo e vai para uma casa de campo passar um fim de semana de descanso solitário. Acaba que a moça precisa encarar fortes emoções quando se depara com um zumbi de verdade. Abraçando suas raízes de heroína do horror, Raven mostra o seu potencial até mesmo longe das câmeras. Este episódio é o mais longo e é todo intercalado com outros…

ESPECIAL HALLOWEEN 2013 #4: THE BURNING MOON (1997)

Sempre fui fanático por antologias de horror, filmes compostos por várias pequenas histórias de medo e mistério, como CREEPSHOW (83), de George A. Romero, ou os clássicos da Amicus, como ASILO SINISTRO (72), de Roy Ward Baker. Para incrementar o mês especial de Halloween aqui no blog, resolvi conferir THE BURNING MOON, produção alemã de orçamento minúsculo dirigido pelo mago dos efeitos especiais do cinema extremo Olaf Ittenbach e que tem no currículo alguns exemplares adorados pelos fãs de splatter movies recheado de muito gore. E, não por acaso, este aqui é uma antologia.

São apenas três historinhas em THE BURNING MOON. A primeira é a que serve de base para as outras duas e mostra o dia de um jovem pagando de rebelde, com calças rasgadas no joelho e cabelo bagunçado, vivido pelo próprio diretor. Começando com uma entrevista de emprego na qual não faz a mínima questão de passar, depois, o sujeito se mete numa violenta briga de gangues e, logo, chega em casa tocando o terror pra cima…

R.I.P. ED LAUTER (1938 - 2013)